Fluxo de caixa: como organizar?

Entre tantos fatores, o sucesso da empresa depende da gestão financeira. Usar o dinheiro de forma correta demanda conhecimento sobre o tema. Por isso o fluxo de caixa é importante no sucesso da empresa, não apenas na gestão do dinheiro, mas também no controle de despesas que devem ser pagas e o lucro obtido no período.

No entanto, saber organizar o caixa não é apenas calcular receitas e despesas, ainda mais nas lojas virtuais. É preciso considerar as fontes de renda, tributos, prazos de pagamentos, dentre outros fatores.

Sendo assim, vamos abordar ao longo dos próximos tópicos as principais formas de organizar o fluxo de caixa e a importância deste movimento para a sua empresa.

fluxo de caixa

A importância do fluxo de caixa para o seu negócio

Além de manter a empresa saudável nas finanças, o fluxo de caixa é importante em outras situações da empresa.

O setor varejista sofre demais com as crises financeiras. Datas festivas como Natal, Páscoa e Dia dos Namorados ganham ainda mais importância, pois representam um aumento significativo nas vendas,

Sendo assim, para manter o equilíbrio financeiro necessário, o fluxo de caixa permite que os bons momentos de vendas segurem a empresa nas más fases.

Além de viabilizar o funcionamento da empresa, controlar o caixa também é importante para o crescimento no mercado, uma vez que as condições financeiras estarão mais estáveis.

fluxo de caixa

Como organizar o fluxo de caixa da sua empresa

Pois bem, entendendo sobre a importância do fluxo de caixa, agora é preciso aprender como organizá-lo. Aliás, a palavra organização deve ser levada bastante a sério, pois um controle eficaz depende bastante desse fator.

Sendo assim, para organizar o caixa é necessário levar em conta algumas variáveis nesse cálculo. A reposição de estoque, por exemplo, é essencial para manter o negócio. Dessa forma, o orçamento previsto no fluxo deve considerar a aquisição junto aos fornecedores.

Ademais, existem variáveis dentro do fluxo de caixa que fogem do controle do empreendedor, conforme veremos nos itens a seguir.

Considere os prazos de pagamento

O objetivo básico do fluxo de caixa é equacionar a entrada e saída de dinheiro do caixa. Dessa forma, uma dos cuidados a se ter é projetar o prazo de pagamento, tanto dos seus devedores quanto dos credores.

Para quem vende produtos em marketplaces, como Amazon, Mercado Livre e afins, o prazo de compensação das vendas pode chegar em até 30 dias. Nesse período é natural que a empresa tenha pagamentos a honrar, principalmente relacionados aos custos de operação.

Por isso a primeira etapa de controle do fluxo de caixa é projetar as dívidas do período e destinar as receitas anteriores, evitando a incidência de atrasos, multas ou suspensões.

fluxo de caixa

Não comprometa todo o orçamento

Já tendo esta projeção dos recursos que terão em caixa no mês, agora é o momento de controlar os gastos da empresa. Para manter a empresa com superávit, é fundamental o fluxo de caixa positivo.

Além de gerar lucros e permitir a expansão da empresa, estas “sobras” são essenciais para conter os problemas financeiros da empresa. Neste caso, a precificação dos produtos de maneira correta também influencia no ajuste do fluxo de caixa.

Como trouxemos no início do artigo, é comum que as lojas sofram com o período de baixa nas vendas. Desse modo, ao manter um valor de reserva, o gestor estará garantindo fôlego financeiro nos imprevistos e crises financeiras que podem acontecer.

Mantenha uma margem para reposição de estoque

Outro motivo bastante plausível para manter uma margem de fluxo de caixa dentro do orçamento da loja é a reposição de estoque.

Para organizar o fluxo de produtos vendidos e itens em estoque, é comum que os lojistas utilizem a curva ABC. Este método basicamente define três níveis de prioridade no estoque, que devem ter prioridade na aquisição juntos aos fornecedores, com base no volume de vendas.

No entanto, esta técnica pode causar acúmulo de produtos com pouca saída de estoque, o que representa dinheiro parado, fora do fluxo de caixa.

Desse modo, é interessante que a loja possa ter acesso a um volume de estoque razoável e diversificado, que permita o atendimento dos clientes de forma ágil, sem o desconforto de apontar “produto indisponível” no site.

Nesse sentido, uma das alternativas mais práticas de adquirir seus produtos é através do Dropify. Na plataforma é possível incluir créditos a qualquer momento para a aprovação dos pedidos, além de poder fazer as compras em qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *